Carnaval em Barranquilla Colombia

Faz aproximadamente 3 anos que  moro na Colômbia e até agora não tinha tido a oportunidade de visitar o famoso Carnaval de Barranquilla. Alguns colegas que já tinham vindo à Colômbia falaram maravilhas do evento. Finalmente, este ano consegui fazê-lo. Depois de falar pelo telefone com os organizadores e as autoridades turísticas, planejei a minha viagem. Porém, foi decepcionante o fato do meu anfitrião da AIRBNB tivesse cancelado a minha reserva 3 semanas antes da minha chegada. Reservar num hotel custou o triplo.

O Carnaval de Barranquilla ostenta o título de ser o maior carnaval do mundo, depois do Carnaval do Rio de Janeiro. As suas origens datam do século 19 e sem dúvida é um dos maiores eventos e mais importantes da Colômbia. Contudo, ainda não se sabe muito sobre a sua origem. Hoje começa o pré-carnaval e inclui, entre outras atividades, a coroação da rainha. Esta festa começa no meio de janeiro. Para aqueles que queiram planejar as suas viagens à Colômbia, o pré-carnaval dura muito mais, assim que se assegure de revisar as datas.

Pré-carnaval:

  • Hasteamento da bandeira
  • Abertura do Carnaval
  • Festival de Dança e Coroação do Rei Momo (rei do carnaval)
  • Saída (ou desfile) dos Abre-alas
  • Festa de Danças e Cumbias
  • Guacherna Estercita Forero
  • Desfile e Coroação dos Reis do Carnaval das Crianças
  • Desfile do Carnaval das Crianças
  • Coroação da Rainha do Carnaval
  • Dança a Rua e Noite de Orquestras

Carnaval:

  • Batalha das Flores, Grande Desfile do Rei Momo, Encontro de Comédias, Dança a Rua e Noite de Orquestras
  • Grande parada de Tradição e Folclore
  • Grande Desfile de Abre-alas, Festival de Orquestras, Encontro de comédias.
  • Joselito vai embora com as cinzas, Encontro de Ladainhas.

Quinta feira:

Viajei na quinta feira para poder presenciar de perto todas as atividades.  Ao chegar a Barranquilla visitei a casa do Carnaval e recebi o meu kit de bem-vindas, junto com os ingressos de todos os eventos. A casa funciona como o centro de informações do carnaval e ali você encontra a administração, exposições e um espaço interativo. O clima era notadamente caribenho (33 graus Celsius) com um céu azul limpo. Graças à refrescante brisa não se sentia abrasadoramente quente. Logo após fui para o hotel, onde passei um momento amargo com o meu Check-in. Não quero entrar em detalhes a respeito, mas talvez alguém encontre os meus comentários em Tripadvisor 😉

À tarde tive uma reunião muito esclarecedora com os diretores de turismo. Jaime e Efraín  me contaram sobre Barranquilla, a sua história e desenvolvimento. Muitos eventos têm lugar aqui ao longo do ano e, por causa disso, se constrói a infraestrutura adequada na cidade para atender às necessidades dos eventos. Além do mais, foi enfatizado que Barranquilla é uma cidade abertamente tolerante e quase que um paraíso para gays. De fato, no carnaval tinha uma arquibancada para gays. De modo que meus caros casais gays que leem o meu blog, cidades como Barranquilla, Cali e Bogotá os receberão com os braços abertos, assim que podem organizar as suas viagens à Colômbia comigo 😉

À noite me pegaram para assistir à coroação da rainha do carnaval. O evento foi numa base militar e o cenário era enorme. A coroação foi na realidade um show de dança de 90 minutos com uma variedade de fantasias, danças, disfarces e fogos de artifício. Eu achei massa! Não há necessidade de se preocupar pelo bem-estar físico, pois constantemente são servidas comidas e bebidas no posto e os Colombianos bebem bastante.

Sexta feira:

Logo após do café da manhã, meu motorista estava pronto para fazer comigo um tour pela cidade. Ali conheci a Christian, quem era gerente de uma companhia na Alemanha e atualmente se encontrava fazendo uma gira pela Colômbia. Então lhe dei algumas dicas de lugares a visitar na Colômbia.

Barranquilla não é uma cidade histórica e não há muitos lugares interessantes para conhecer. Não obstante, foi interessante observar o caminho de 5 km de comprimento que surge à beira do rio Magdalena. Além do mais, existem trilhas naturais para a observação de aves na periferia da cidade.

À noite fomos a uma festa de rua ao sul da cidade. O evento é gratuito e um enorme cenário é instalado no centro. Há música por todas partes e, claro, um monte de comida e bebida. Assim, as pessoas comemoram em grande estilo. Os visitantes são atacados por chuva de espuma e Maizena.  Ao final o pessoal termina com o rosto completamente branco. Se por acaso as pessoas não tiverem sorte, também poderá levar de água e cerveja. O ritual faz parte de uma tradição e não é tão ruim como parece. Em Barranquilla muitas festas e celebrações têm lugar durante o carnaval. Assim que fui me deitar tarde.

Sábado:

No sábado começou o primeiro dia do carnaval (ver acima). O nosso motorista pegou a gente às 9 da manhã e chegamos um pouco antes das 10 à arquibancada número 12. Ali também fomos servidos com comes e bebes. Andrea, o meu contato no carnaval, me disse que a numeração das cadeiras não é respeitada e por isso devíamos chegar cedo. A pesar de sermos uns dos primeiros em chegar, a arquibancada ficou lotada muito rápido. Ao meio dia começou o desfile, iniciando com uma apresentação de acrobacias de moto por parte da polícia. Logo após passaram alguns grupos fantasiados, carros enfeitados e música a todo volume. O desfile inteiro parecia ser algo caótico e o povo bebia muito dentro e fora do mesmo.  É uma celebração muito colorida e o ambiente colombiano é algo fora deste planeta! Para a minha grande surpresa, duas pessoas que estavam sentadas junto a mim eram advogados russos. Disseram-me em inglês que as viagens à Colômbia são incríveis e que continuariam a sua viagem para Medellín.

Às 6 p.m. o desfile ainda não tinha acabado, assim que fomos a uma esquina onde dançavam umas pessoas que pareciam não se cansar nunca. Tocavam música e o ambiente era extremadamente exuberante. Lógico, não faltava a água, a espuma e a Maizena. O ambiente era tão bom que dancei até que me acabar. Os outros visitantes estrangeiros também se deixaram levar e estavam emocionados. Foi interessante que a Andrea tivesse disponibilizado suficientes duendes (pequenos ajudantes) para que nenhum turista se perdesse, de tal modo que sempre estivemos acompanhados em cada volta e movimento que fazíamos. Muitos estrangeiros tinham organizado a sua viagem em fevereiro para que coincidisse com o evento. Definitivamente, algo a ver na Colômbia.

Essa noite fui embora para a cama tarde de mais, de novo, pois a  folia era tão boa que não tinha vontade de voltar para casa. Mas o carnaval mal começava.

Domingo:

Felizmente, hoje nos pegaram mais tarde. por volta das 11 a.m. nos encontrávamos novamente no nosso camarote habitual e desta vez tinha notavelmente menos pessoas. Supus que o domingo devia ser o dia mais tranquilo. Andrea disse que nos encontrávamos no camarote mais caro e que os sábados só vinham pessoas endinheiradas. As entradas dos dias seguintes seriam dadas de graça, já que as famílias usavam o tempo livre para viajar a Cartagena, Santa Marta ou Miami.

Muito pelo contrário do dia anterior, o desfile de hoje foi muito ordenado e quase não se bebeu álcool. Hoje os abre-alas seriam avaliados, assim que os Colombianos se comportaram extremadamente bem, sendo moderados e disciplinados.

Estivemos ali até às 16 horas. Dai fomos a outro concurso de beleza; nesse local, a rainha do povo devia ser coroada. Como sempre, entramos na área VIP sobre a entrada traseira da área do festival e sentamo-nos na parte dianteira.  Participaram aproximadamente 30 candidatas, uma por cada bairro de Barranquilla, que aspiravam à coroa. E da mesma forma que no outro concurso, as candidatas dançavam e trocavam de roupas pelo menos 10 vezes. Essa foi a primeira vez que vi a uma colombiana que parecia não levar o ritmo no sangue. Uma novidade em três anos. de qualquer forma, a coreografia esteve bem executada e depois de eleger rainhas para categorias especiais (a mais simpática, a mais fotogénica, etc), houve uma semifinal e logo após a final, chegou a Rainha do Carnaval acompanhada da Rainha do Carnaval Infantil. O espetáculo terminou com a coroação. Nós também chegamos ao nosso final. Eram apenas as 22hs, mas os últimos dias estavam começando a passar a conta de cobro. Só queria ir para a cama, à qual cheguei à media noite.

Segunda feira:

Hoje o motorista pegou à gente às 13hs, assim que aproveitei o tempo para trabalhar e ir ao ginásio. De volta no mesmo camarote e nos mesmos lugares, de novo tinha mais pessoas. Os visitantes também ficaram mais doidos desta vez e bebiam fervorosamente. O desfile de novo esteve muito divertido; as fantasias eram exóticas e os que estavam cobertos de penas apareceram em primeiro plano. Tinha muita pele para ver hoje.

Os encarregados de guiar às pessoas pelas arquibancadas tiveram problemas para liberar as escadas e os corredores; finalmente, deram-se por vencidos. A turba era simplesmente demasiado exuberante depois de um tempo. Como todos os dias, fiquei fora do camarote para tirar fotos.

Depois das 17hs partimos para o próximo evento.  No programa estava o festival das orquestras. Quando chegamos, a música já estava tocando e o evento foi bastante concorrido. Na área que nos foi reservada, tínha cadeiras na parte dianteira, mas ainda encontrava-se muito vazia. também éramos VIP’s  KKKK; junto à rainha do carnaval e o seu séquito. Logo após chegaram pessoas com guardas de segurança e alguns pareciam ser mais importantes que os outros.

Quando Valéria, a rainha do Carnaval, finalmente chegou, a multidão estava emocionada. Todos queriam tirar uma selfie com a rainha e a menina de aproximadamente 1.50 metros estava abrumada. Lembrou-me um pouco à histeria nos 90’s quando bandas como Take That e outras faziam o mundo um pouco inseguro.

A atração principal erao concurso de bandas. Em 15 minutos, cada banda, fazia seu melhor show e tocavam suas melhores músicas: tocaram salsa, cumbia, merengue, vallenato e outros géneros musicais. Tinha umas 20 pessoas no cenário, orquestras, cantantes e dançarinos. Foi um dos melhores e mais variados shows que já tenha visto. Não podia ficar sentado e estive a maior parte do tempo dançando. O público, provavelmente animados por mim ;-), seguiu os meus passos.

O concurso durava a noite toda, contudo, joguei a toalha às 11 da noite. Os anteriores dias estavam me passando a conta e a minha necessidade de calma e silencio era enorme.

Terça feira/quarta feira:

Na terça feira foi a despedida de Joselito, um pequeno desfile à tarde para fechar o carnaval. Na quarta feira tive o voo de volta para a minha casa, em Bogotá.

O carnaval de Barranquilla é uma grande comemoração. Porém, para manter o ritmo durante toda a semana deve-se viajar com as baterias recargadas. A organização é muito boa e a quantidade de eventos não deixa insatisfeito ninguém. Podem-se realizar viagens à Colômbia a qualquer momento do ano, mas juntá-lo com uma visita ao carnaval de Barranquilla é sem nenhuma dúvida uma opção inteligente.

Pelecanus. Viagem para Colômbia.

Fevereiro de 2018

Blog de Frank Spitzer

2020-03-20T14:38:30+00:00

Deixe seus comentários